Notícias

JSD Distrital critica nova forma de eleição nas CCDR’s

A JSD Distrital de Castelo Branco critica a decisão do Governo que alterou, recentemente, a forma de designação do Presidente e dos Vice-Presidentes das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR’s).

Por força da alteração legislativa prevista no DL n.º 27/2020, de 17 de Junho, o Presidente e os dois Vice-Presidentes passarão a ser designados por resolução do Conselho de Ministros.
Segundo a JSD, torna-se agora “evidente” a “vontade do Governo do Partido Socialista partidarizar este processo, beneficiando amigos de partido e familiares, o que não deveria de todo acontecer”. No entendimento da estrutura, “a transparência e a democratização devem pautar a eleição dos órgãos das CCDR’s, princípios que o Governo decidiu por de parte” tendo “privilegiado lógicas partidárias ao invés do interesse das populações”.

Os jovens social democratas entendem ainda que “a avaliação de cada candidato não deve caber ao Governo, que por estar demasiadamente distante não conhece efectivamente problemas de cada região e dos seus residentes”.

Como alternativa, a JSD Distrital de Castelo Branco entende que os candidatos a Presidentes de cada CCDR devem apresentar-se com um projecto para a respectiva área geográfica de actuação, que fosse capaz de aglutinar os agentes de cada região.
Por fim, a estrutura pede que o actual processo de eleição “seja repensado e reestruturado de modo a que os interesses das diferentes regiões prevaleçam sobre os interesses político-partidários”.