Sem categoria

A decadência da educação devido ao Covid-19

Dias difíceis se vivem para a educação, a máquina substitui quase por completo a função do docente, as aulas virtuais apoderaram-se do que de bom ainda tinha a educação presencial.
Há que reconhecer que este novo modo de ensino “online” acarreta consigo uma série de problemas.
Primeiramente, a dificuldade de transmissão da informação. Embora estejamos à distância de um e-mail, considero que a informação quando nos chega vem “incompleta”. Por exemplo, em época de avaliação são precisos vários e-mails para explicar algo tão simples como a hora e o método de resolução da prova.
Em segundo lugar, a fraude. Como aluna tenho que reconhecer que a avaliação online é pouco fiável, mesmo com as câmeras e os microfones ligados, a vigilância é reduzida é inevitável que o docente não consiga vigiar todos os ângulos de quem está do outro lado do computador e consequentemente os alunos, recorrendo a auxiliares de memória, prejudicando a sua aprendizagem.
Por outro lado, as dificuldades de acesso a este método por parte de alguns alunos.
Sabemos que nem todos vivemos nas mesmas condições e que o ensino em Portugal possui uma larga comunidade de estudantes estrangeiros (alguns de países ainda em desenvolvimento). Não podemos deixar que eles nos passem ao lado, têm direito à educação como qualquer outro aluno e sem dúvida que estes estão a ter largas dificuldades principalmente no que diz respeito ao acesso às aulas em direto no zoom, visto que alguns não conseguem aceder à internet a qualquer hora do dia e por isto perdem muitas aulas. É essencial que as aulas sejam depois disponibilizadas em vídeo numa plataforma a que estes alunos tenham acesso.
Em conclusão, podemos nomear largos problemas neste novo método de ensino, muitos mais do que aqueles que apenas referi, nomeadamente as perdas para o que é a profissão do docente. Há que reconhecer que nada substitui o que é a melhor eficiência e o brio de uma aula presencial.
Convido-vos a refletir um pouco sobre o assunto.

Cátia Chamiça, JSD Oleiros