Notícias

COVILHÃ RECEBE V CONGRESSO DISTRITAL DA JSD

O V Congresso Distrital, órgão máximo da JSD na Beira Baixa, que irá eleger os novos órgãos distritais para os próximos dois anos, vai decorrer no sábado, dia 29 de fevereiro, das 10h às 20h, no Auditório da Assembleia Municipal da Covilhã. A organização e acolhimento da reunião magna estará a cargo de Daniela José, João Matias, Nelson Carvalho, João Costa, Mafalda Carvalho, Rodrigo Ramos, Rita Cruz e António Saraiva, sendo certo que, na sessão de abertura e encerramento, estarão presentes dirigentes de freguesia, concelhia, distrital e nacional da JSD e do PSD.

A submissão das Moções de Estratégia Global, que irão definir o rumo da JSD no próximo biénio, bem como a entrega de listas à Mesa do Congresso e Comissão Política Distrital podem ser feitas até 26 de fevereiro. A submissão destas moções pode ser feita pelos candidatos a Presidente da Comissão Política Distrital – e apenas estes – e deverá conter o seu Programa, Linhas Gerais de Atuação, Prioridades e Princípios para o mandato.

O mesmo acontece com as Moções de Estratégia Setorial e as propostas de Distinções Honorárias Distritais. As primeiras dizem respeito a temas específicos, regiões em concreto, eventos ou problemáticas políticas, e, se aprovadas e não colidirem com a Moção Global, devem ser entendidas pela Comissão Política Distrital vencedora como orientações e recomendações a executar nos moldes possíveis. As segundas, por sua vez, podem ser atribuídas aos antigos dirigentes distritais desta juventude partidária que tenham, ao serviço da JSD e dos jovens do distrito, contribuído de forma e mérito excecional para a promoção do ideário da JSD e da sua geração.

No universo eleitoral estão incluídos 50 delegados residenciais, que serão eleitos em cada uma das Concelhias nos dias 15 e 16 de fevereiro. A distribuição destes mandatos é feita por método de Hondt segundo número total de militantes em cada município, depois de garantida a atribuição de um delegado a cada Concelhia com um mínimo de 15 militantes. Este sistema visa garantir a proporcionalidade e evitar a sobre-representação das maiores estruturas.

Seguindo a preocupação ambiental que tem pautado a Comissão Política em funções, este será um Congresso Eco Friendly, onde todos os esforços serão encetados no sentido de minimizar a pegada ambiental. Entre outros esforços, toda a documentação a entregar aos participantes será já digital, acessível por um QR Code.

 

Daniela Dias José (Organização do Congresso)

11 de Janeiro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *