Notícias

JSD alcança 9 Concelhia e 2 NESD na Região

Três anos e meio depois do Congresso de Oleiros, a JSD deu mais um passo dado na concretização de um ideal de proximidade, representação e auscultação das novas gerações em todos os territórios, contando, a partir de agora, com nove concelhias ativas e dois núcleos de estudantes nas instituições de ensino superior. Cinco estruturas reativadas. Assim terminou o dia três de novembro, com a eleição do João Maneiras e da sua equipa.

Com efeito, o ato eleitoral e a tomada de posse do passado sábado, que marcaram a reativação da JSD de Penamacor, legitimaram João Maneiras como o novo Presidente da Comissão Política Concelhia. Acompanhado por uma equipa que se apresenta preparada para os novos desafios, ergueram uma estrutura, depois de Renato Robalo da Silva, que só esteve ativa com uma liderança em 35 anos.

Após ter presidido à Comissão Instaladora, João Maneiras assume com um espírito de missão os destinos da concelhia. No seu discurso de posse, afirmou que “viemos para ficar e lutar pelos jovens do concelho e pela sua igualdade de acesso à educação”. Sabendo que não será uma missão fácil, acredita ainda que “em Penamacor não temos um caminho fácil, sabemos que vai ser difícil, e é por isso que vimos com a garra característica das gentes da beira. Queremos mais pelo interior”.

A tomada de posse contou também com a presença do Presidente da JSD Distrital Castelo Branco, para quem Penamacor é “um município difícil, onde os jovens representam 5 a 11% da população É o terceiro concelho do país com mais idosos (588) por cada 100 jovens e das terras com menos alunos no ensino básico, que não chegam a 458; ao passo que, no secundário, nem a 317. Por tudo isto, regozijamo-nos com o marco que atingimos: Penamacor volta a ter JSD, o distrito ganha mais uma Concelhia e a JSD Nacional quem defenda as suas bandeiras neste território”. Hugo Lopes lançou também a mobilidade como uma prioridade, relembrando que Madrid é a maior metrópole da Península Ibérica e fica situada no Interior. A solução para Portugal não pode ser continuar a perder fundos da coesão, mas canaliza-los para melhores acessos, entre os quais a conclusão do IC6, IC31, melhoria da rede ferroviária e a redução ou abolição das portagens, a par da possibilidade de a Beira Baixa poder “sonhar tanto como qualquer outra parte do país, ousando um aeroporto regional em Castelo Branco ou um mega campus empresarial situado, por exemplo, no Fundão, que aproveite os recursos existentes de Viseu até à margem do Tejo”.

Deixaram também algumas palavras de parabenização e encorajamento Diogo Manteigas, Presidente do PSD Penamacor, Luís Santos, Secretário Distrital do PSD e João Pedro Louro, Vice-Presidente da JSD, num dia marcado também pela eleição de Lídia Pereira, militante da JSD, para Presidente da Juventude do Partido Popular Europeu.

3 de novembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *