Blog

PPD – PSD orgulhosamente, o meu Partido!

Inicia-se o Congresso Nacional do Partido Social Democrata onde será aclamado um novo líder. Três dias de vitória para o meu Partido, é isso que desejo.

Reflexões, construções, contributos positivos e uma união em torno de um projeto que se inicia e que não deve ser julgado em praça pública sem oportunidade de demonstrar trabalho.

Um projeto que vinque claramente um dos seus objetivos: a Vitória! E é precisamente aqui neste ponto que aguardo com algum ceticismo o caminho que o PSD irá seguir. O PSD precisa de um líder galvanizador, um líder que faça uma oposição clara, construtiva e positiva ao Governo. Um líder de consensos primeiramente dentro do seu partido, para depois estar pronto para ir à luta na rua. O PPD-PSD não pode, nem precisa de derrotas honrosas ou de acordos com quem levou Portugal três vezes ao abismo.

Precisa-se de um PSD, defensor do Interior em áreas da mobilidade, investimento, emprego e educação; Defensor de políticas de intervenção e apoio social; Reformas na área do ordenamento do território, educação e segurança social.

É urgente voltar à rua! Voltar à rua com interesse e vontade em ouvir, e não apenas em altura de eleições, com interesses claros. É necessário renovar, adaptar-nos aos novos contextos, inovar e ser criativos. Temos de estar ao lado dos Portugueses! O PPD-PSD é um partido dos Portugueses, mobilizador, reformista, interclassista, humanista e está na altura de se vincar ainda mais, neste sistema ondulatório, porque acredito que se tem vindo a manipular o trabalho e propósito do PSD nos últimos anos.

E neste sentido é importante não esquecer Pedro Passos Coelho. Pela sua coragem e dedicação ao país. Por todas as lutas travadas. Pelas vitórias alcançadas. Pelas vitórias, saqueadas de forma legítima. Um bom líder que levou à risca a ideia de servir Portugal e os Portugueses, sacrificando-se pessoal e politicamente.     Cometendo alguns erros, sobretudo na parte final, o da preparação das eleições autárquicas. Essas, que foram desastrosas a nível de votos em grande parte do território nacional.

Não me esqueço de uma frase célebre sua “ Que se lixem as eleições, o que interessa é Portugal”. Nesse seguimento, era importante que em várias estruturas do nosso Partido, Locais, Distritais e Nacional se refletisse e adaptasse, a frase citada. Porque o importante depois de eleições, é estar-se de forma positiva, atenta, construtiva, e pensada e não numa lógica destrutiva, de divisão. Existe espaço para todos os que pretendam estar a bem e isso tem vindo a ser esquecido.

Só juntos podemos unir o Partido e ganhar o País!

A todos os orgulhosos Sociais Democratas, chegou a hora de agir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *