Notícias

JSD Distrital de Castelo Branco reuniu em Congresso

Hugo Lopes reeleito Presidente da Comissão Política

O auditório do Instituto Português do Desporto e Juventude, na cidade de Castelo Branco, recebeu o IV Congresso Distrital da JSD de Castelo Branco e mais de 50 jovens delegados da Beira Baixa.

A Moção de Estratégia Global, denominada “A Interioridade como Oportunidade”, cujo primeiro subscritor é Hugo Ferrinho Lopes, foi aprovada pela maioria absoluta dos representantes das bases provenientes de todo o distrito.

A proposta de trabalho da eleita Comissão Política Distrital – com mais de 60 páginas – propõe-se a potenciar a Beira Baixa, olhando para a Interioridade como uma Oportunidade de crescimento sustentável e de valorização dos recursos endógenos. Exemplo disso é o capítulo sobre Coesão Territorial, que aborda temas como a Demografia, Ordenamento do Território, Floresta, Ambiente e Agricultura. Mais: neste documento podem encontrar-se reflexões e tomadas de posição sobre temas nacionais, como a Coesão Territorial, Reforma do Sistema Político e eleitoral (onde se destaca a limitação de mandatos para todos os cargos políticos, sem exceção), Ensino Superior, Ciência e Tecnologia, Cultura e Turismo, Cidadania, Participação Cívica e Associativismo Jovem e Cuidados de Saúde, Bem-Estar e Qualidade de Vida (com realce para a Regulamentação do Trabalho Sexual e uma abordagem regulamentar ao uso de drogas leves para fim médico e recreativo). Houve ainda oportunidade de refletir sobre o Socialismo Democrático do Séc. XXI. O documento completo pode ser consultado no seguinte link: https://issuu.com/jsddistritalcastelobranco/docs/meg__3_

O IV Congresso Distrital da JSD de Castelo Branco ficou ainda marcado pela apresentação de três moções sectoriais: “A Floresta – Pinhal Interior Sul” (subscrita pelas Concelhias da JSD Sertã, JSD Vila de Rei, JSD Proença-a-Nova e JSD Oleiros), “Saúde em territórios de baixa densidade” (apresentada pela JSD Sertã) e “ AJ” que versa sobre o Associativismo Juvenil (subscrita pela JSD Fundão). Estas moções, que serviram como linhas orientadoras do trabalho da eleita Comissão Política Distrital, foram merecedoras de aprovação pela unanimidade de todos os delegados presentes.

Numa altura em que reina a descredibilização da política e em que os jovens parecem não estar interessados em intervir na vida das suas comunidades, a JSD Distrital de Castelo branco segue em contra-mão, em franco crescimento e merecendo a confiança de cada vez mais jovens que acreditam que a Beira Baixa pode usar a sua interioridade como oportunidade, marcando a agenda politica e pública, estando a frente do seu tempo e na defesa dos interesses beirões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *