Notícias

JSD Distrital Castelo Branco aprova Contas de 2016 e Estratégia Autárquica

No passado dia 27 de janeiro, reuniu-se em Alcains, o Conselho Distrital da JSD Castelo Branco, órgão máximo entre congressos, com o objetivo de aprovar o Relatório de Contas de 2016 e aprovar os Princípios de Orientação Estratégica para as próximas eleições autárquicas, além da tradicional análise da situação política, local, regional e nacional.

 

Na sua intervenção inicial, o Presidente da JSD Distrital Castelo Branco fez uma balanço do que foi realizado desde o último encontro – em particular, as míticas Jornadas Europeias e o acolhimento de uma iniciativa nacional da JSD passados 8 anos – e chamou a atenção para os problemas que assolam os jovens, nomeadamente, a Revisão da Lei do Associativismo Jovem e o grupo constituído para o efeito, composto pela Secretaria de Estado do Desporto e Juventude, o Conselho Nacional de Juventude e a Federação Nacional de Associações Juvenis. Hugo Lopes falou ainda na reorganização da rede de ensino superior e o financiamento universitário., bem como sobre a problemática da Central Nuclear de Almaraz, relembrando que a estrutura já trocou argumentos com o Ministro do Ambiente, fazendo com que João Matos Fernandes solicitasse, à altura, uma reunião de urgência como Governo espanhol para debater a construção de um armazém de resíduos nucleares.

 

Foi também apresentado, pelo segundo ano consecutivo, o Relatório de Contas de 2016, num sinal de transparência que deve pautar qualquer instituição, tendo o documento sido aprovado por unanimidade.

 

O ponto alto da assembleia magna aconteceu com a apresentação e discussão dos Princípios de Orientação Estratégica para as Autárquicas 2017. O documento apresentado, que foi aprovado por unanimidade dos jovens, delineia os objetivos que a JSD Distrital de Castelo Branco se propõe a atingir, assim como a estratégia para os alcançar. De salientar a pretensão desta estrutura em eleger – pelo menos – um representante dos jovens (militantes ou não) nos órgãos deliberativos (de tipo assembleia), pois só assim é assegurada a devida representação desta faixa etária nos órgãos de decisão, garantindo que os jovens terão uma palavra a dizer no que diz respeito às políticas de juventude e também proporcionar uma visão intergeracional das políticas municipais.

 

A estratégia para alcançar os objetivos propostos passa, não só por apresentar os jovens melhor preparados, mas também pela apresentação de um programa com ideias e propostas que contribuam para a melhoria e desenvolvimento das suas comunidades.

 

A JSD Distrital Castelo Branco, em respeito pelos estatutos e regulamentos vigentes, salienta que a escolha dos candidatos representantes dos jovens, é da responsabilidade das estruturas locais da JSD, devendo ser aprovados posteriormente nos órgãos superiores, sendo que apenas os escolhidos por estas estruturas poderão ser anunciados como candidatos da JSD.

 

Os Princípios de Orientação Estratégica estão disponíveis aqui: https://goo.gl/RHU5Pc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *