Notícias

JSD Distrital de Castelo Branco reúne-se em Idanha-a-Nova

O Centro Cultural Raiano de Idanha-a-Nova recebeu, dia 6 de dezembro de 2015, os jovens militantes da JSD de todo o distrito de Castelo Branco.

As atividades iniciaram-se pelas 10:30, com Pedro Brilhante – Diretor de Comunicação e Imagem da JSD Nacional – ministrará aos presentes uma Formação sobre “Design Informático e Gestão de Redes Sociais”. Desde um simples cartaz, a um comunicado e à mensagem social que se pretende transmitir, esta é uma matéria de relevância, numa era onde se torna fulcral saber comunicar e explicar o porquê das opções tomadas no âmbito de cada mandato. É por esta razão que os principais destinatários desta sessão são os dirigentes concelhios da JSD.

Após a pausa para almoço com a Comissão Política de Secção do PSD Idanha-a-Nova, com vista à reativação da JSD naquele município, os jovens militantes da JSD começarão o período da “ordem do dia” do seu Conselho Distrital. Este visa, em primeiro lugar, fazer um balanço primeiro quarto de mandato do órgão liderado por Hugo Lopes, prestando contas aos conselheiros soberanos e solicitando a sua pronúncia sobre os caminhos a tomar no próximo ano civil. Posteriormente, será discutido e votado o Relatório de Contas de 2015 da JSD, uma prática pioneira no seio da estrutura e que tem como objetivo aumentar a transparência e o envolvimento de todos no dia-a-dia da JSD Distrital.

Os responsáveis apresentarão igualmente a evolução da preparação do novo website da JSD Distrital, que será lançado em 2016, e, de seguida, serão submetidos a debate e votação o Plano de Comunicação da Comissão Política e a Moção de Estratégia do Gabinete Autárquico, com a consequente nomeação do respetivo coordenador do Gabinete.

A Comissão Política e a Mesa do Conselho Distrital da JSD de Castelo Branco consideram que “as assembleias distritais não são algo meramente formal, mas sim material: o envolvimento de todos os militantes da estrutura é indispensável e os eleitos devem sempre prestar contas às bases, solicitando-lhes um parecer frequente e continuo, porque a democracia não se esgota num simples ato eleitoral”. Os eleitos afirmam ainda que “é igualmente fulcral continuar a apostar em atividades de relevo didático e cívico, deslocando-nos pelo distrito e garantindo que todos os Concelhos e os seus jovens tenham oportunidade de contactar com os órgãos regionais da JSD, porque a reativação de novas estruturas locais da JSD depende em muito do apoio da sua Distrital”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *